domingo, 8 de dezembro de 2013

sábado, 7 de dezembro de 2013

Festa das Águas - Celebrarmos a nossa diversidade étnica, cultural e religiosa.


 
As atividades culturais concentram-se na Praça Multieventos, praia de Pajuçara. É uma celebração em agradecimento por tudo que foi alcançado durante o ano, também pode ser entendido como um expresso convite aos fieis e ao público em geral para repensar alguns valores éticos, tais como o respeito e a solidariedade.  
 
A Festa das Águas é um convite para celebrarmos a nossa diversidade étnica, cultural e religiosa.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Dia de Festa



segunda-feira, 25 de novembro de 2013

domingo, 24 de novembro de 2013

COLETIVO AFROCAETÉ, por Demis Santana


05 ANOS DE COLETIVO AFROCAETÉ




"Em fevereiro de 2014 farão 05 anos de existência densa do Grupo de Maracatu Coletivo AfroCaeté, mas as comemorações já estão acontecendo faz tempo. O motivo da antecipação festiva se dá pelo fato de que todos que compõem essa agremiação carrega a certeza de que os objetivos estão sendo alcançados, um a um, e que essa conquista aduba e faz crescer o sonho de uma maior consideração, um melhor tratamento aos que são e praticam a cultura afro-indígena e cultura popular como um todo. O Coletivo teve que se familiarizar com o som herdado dos antepassados, teve que aprender a tocar este som e precisou criar uma identidade a partir do que aprendeu e tocou. Mesmo com sede própria conquistada o maracatu AfroCaeté foi às periferias e aos interiores de Maceió e de Alagoas para compartilhar conhecimentos adquiridos, ora no batuque, ora na dança, na confecção de instrumentos musicais, no reforço da crença que prega as matrizes africanas e indígenas. As portas da sede forram abertas à capoeira, ao cinema e ao que fosse preciso para o fortalecimento do acesso da maioria com direitos negados ao entretenimento e ao conhecimento à construção da cidadania digna. O Coletivo AfroCaeté construiu parcerias e com essas coseu uma rede que tanto pesca quanto oferta acalanto, costurou também com as parcerias uma colcha de retalhos que tanto adorna quanto protege e aquece. O Coletivo tem a cara de Alagoas, a cara de Maceió, tem um coração que palpita no rebombar das alfaias, que respira no balanço dos xequerês, que grita no bater dos agogôs e marcha às vezes no tempo do conguê, às vezes no tempo da caixa de guerra. O Maracatu Coletivo AfroCaeté é uma alegria crescente que chega aos 05 anos com a esperança de galgar a eternidade. 

Texto escrito no dia 13 de novembro de 2013, às 16 horas, no Jardim Acácia - Farol - Maceió - Alagoas, por DEMIS SANTANA - colaborador e grande fã do Coletivo AfroCaeté". 

domingo, 17 de novembro de 2013

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Consciência Negra - Agenda do Coletivo AfroCaeté/ 2013




Consciência Negra - Agenda do Coletivo AfroCaeté
(Outubro – Novembro – Dezembro)



20 de outubro - Ensaio/ Sede do Coletivo/ Maceió
27 de outubro - Ensaio
29 de outubro - VII Encontro Nordestino de Etnobiologia e Etnoecologia/ Penedo (AL)
30 de outubro - Participação no Show de Demis Santana/ Bienal do Livro/ Jaraguá

3 de novembro - Oficina de automaquiagem e turbante, às 9h, e ensaio às 14h/ Sede do Coletivo
8 de novembro - Ensaio/ Sede do Coletivo, 15h/ Maceió
9 de novembro - EnsaioSede do Coletivo, 15h/ Maceió
10 de novembro - EnsaioSede do Coletivo, 14h/ Maceió
13 de novembro - Teatro Deodoro/ Maceió
15 de novembro - Circulação Femufal/ Penedo (AL)
16 de novembro - Encontro de Coco (Alagoas/Pernambuco) - Viva Zumbi/ Sede do Coletivo/ Maceió
17 de novembro - Ensaio
19 de novembro - Saurê Palmares/ Praça dos Palmares/ Maceió
21 de novembro - Luana Costa/ Rezando Alto/ Teatro de Arena/ Maceió
24 de novembro - Ensaio
30 de novembro - Oficina de Maracatu/ Sede do Coletivo/ Maceió

1 de dezembro - Oficina de Maracatu/ Sede do Coletivo
5 de dezembro - Comemoração do Aniversário de Maceió/ Jaraguá
8 de dezembro - Dia de Yemanjá/ Festa das Águas/ Praia de Pajuçara/ Maceió
15 de dezembro - Festa no Terreiro - Ilê Axé Legionirê Nitó Xoroquê / Benedito Bentes

   






sábado, 21 de setembro de 2013

Coletivo AfroCaeté e Inaê, no Jaraguá






"Lindo é esse Coletivo... Um coletivo que acolhe, que transborda amor e cuida do outro. Um coletivo que é família, coletivo que não exclui, ele trabalha a inclusão. Coletivo que sente a base do coração juntamente com o rufar da alfaia, aquele que cai lágrimas ao ver o sorriso do outro. O coletivo é aquele que pula e se sente voando. Ser Coletivo pra mim é um sonho de uma vida mais leve e harmônica. Parabéns pelos 5 anos!”
  
Jennifer Bruna
(Bruninha é batuqueira,
 membro fundadora do Coletivo AfroCaeté)

terça-feira, 10 de setembro de 2013

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Dirceu Lindoso é um dos homenageados no Agosto Popular, 2013




Um dos homenageados do Agosto Popular de 2013, Dirceu Lindoso é responsável por (re)colocar na historiografia oficial o negro e o índio sem as amarras que a visão colonial. Dirceu Lindoso, nossa estrela maior da etno-história alagoana, foi quem destacou aos estudiosos das ciências sociais do Brasil um movimento de memória e luta a partir dos "vencidos", ou Papa-méis, foi como o autor levantou a categoria ao longo de sua obra (coisa apenas pincelada pelos grandes cientistas sociais Manuel Diégues Jr e Gilberto Freyre, por exemplo); exemplo desse destaque é quando assim o fez ao reelaborar a Guerra dos Cabanos nas matas do Tombo Real entre Alagoas e Pernambuco no seu livro a Utopia Armada. 

Dirceu Lindoso que tantas vezes nos brindou com suas categorias destacadas do campo nativo, como a reconhecida e a representativa imagem dos Papa-méis “alabucanos”, figuras tão próprias da mistura bizarra que o nosso cotidiano de pobreza e riqueza concebe e se encarrega de produzir em nossas cidades, mais uma vez através do autor ganha destaque e notoriedade analítica; Dirceu Lindoso merece mais do que nunca esse reconhecimento tardio do Agosto Popular. Foi ele quem reposicionou o negro brasileiro ao seu lugar de destaque na historiografia oficial a partir de Alagoas. 

Entre suas obras: Póvoa-Mundo (etno-romance), A Utopia Armada (etno-historiografia), A Diferença Selvagem (antropologia, história e literatura poética), Liberdade e Socialismo, A book of days for the Brazilian literary year (Literatura), além de outras importantes publicações como Mar das Lajes, Interpretação da Província, As Invenções da Escrita, e entre tantas outras.

Ao Dirceu Lindoso nós agradecemos imensamente pela sua contribuição antropológica e historiográfica a partir do olhar dos "vencidos".

A homenagem de mais um grupo de Papa-méis inteiramente fascinado e emocionado pela sua obra!

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Agosto Popular




No dia 31 de agosto, sábado, a Praça de Santa Tereza, no bairro da Ponta Grossa é palco de mais uma edição do “Agosto Popular III - Celebrando Cultura Popular na Praça Santa Tereza”. Com apresentações artísticas das mais diversas, a atividade fecha o mês das tradições populares. Durante as atividades serão homenageadas pessoas e grupos que contribuem para o desenvolvimento da cultural de Alagoas.
Este ano o Agosto Popular se fortalece com as parcerias do Giro de Folguedos (FMAC) e do Mirante Cultural do Jacintinho. A programação está prevista para começar às 15h contando com diversas apresentações culturais na praça.

Homenageados/as dessa edição:
Mestre Anísio (Guerreiro Mensageiro de Padre Cícero)
José Carlos (Arê Yorubá/Escola de Samba Girassol)
Paulinha (Malungos do Ilê)
Enaura (Vila dos Pescadores de Jaraguá)
Doté Elias (Maracatu A Corte de Airá)
Demis Santana (Cantor, poeta, cordelista)
Dirceu Lindoso (Escritor)
Grupo Afro Mandela
Afoxé Oju Omin Omorewá

Atrações:
Roda Aberta de Capoeira
Mamulengo das Alagoas
Fandango do Pontal da Barra
Nega da Costa (Quebrangulo)
Boi Águia
Cambinda (Porto de Pedra)
Guerreiro Vencedor Alagoano (Mestre Juvenal)
Quilombo (Limoeiro de Anadia)
Boi Anaconda
Reisado do Mestre Duda (Arapiraca)
Ginga Terapia/Capoeira Inclusiva
Fanfarra da Escola Júlio Alto
Coletivo AfroCaeté
Maculelê (Grupo Legião)
Mestre Jorge Calheiros, Demis Santana e Fagner Dubrown
Hip Hop Zona Sul
Rogério Dias e banda
Arê Yorubá
Afro Mandela

Realização:
Articulação dos Grupos da Cultura Popualar e Afro-Alagoana, Coletivo AfroCaeté, CEPA Quilombo, Quintal Cultural, Maracatu Raízes da Tradição (Abassá de Angola de Oyá Igbalé) e Associação dos Folguedos Populares da Zona Sul.

Apoio:
Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), Afoxé Ofá Omin (Ponta Grossa), Unicompra, Diretoria de Teatros de Alagoas (Diteal), Secretaria de Estado da Comunicação (Secom), Superintendência de Políticas para a Juventude/SMCDH

domingo, 11 de agosto de 2013

Festa no Quilombo...!



Festa do Meado de Agosto - Edição 2013
Quilombo Lunga
Taquarana Alagoas Brasil

 
O QUILOMBO LUNGA - Associação das Comunidades Remanescentes de Quilombos Passagem do Vigário e Poços do Lunga Taquarana/AL convida toda a Sociedade Alagoana a celebrar mais uma edição da Festa do Meado de Agosto.

A Festa acontecerá dia 15 de Agosto a partir das 08 horas da manhã no Território do Quilombo Lunga (Sítio Volta), município de Taquarana, localizado no agreste alagoano acentuando e unindo as fronteiras administrativas e geográficas dos municípios de Taquarana, Coité do Nóia, Igaci, Palmeira dos Índios e Belém.
                                                                                                                                 
Para o Quilombo Lunga a festa torna-se um patrimônio de valor inestimável para seus moradores, um bem que pode ser oferecido ao outro, como um presente aos visitantes.

Este ano O Meado de Agosto ganha mais um dia na sua programação, dia 14 de agosto será um dia de atividades relacionadas à Educação Ambiental, a partir das 08 horas da manhã a Secretaria de meio Ambiente de Taquarana promoverá junto aos Escoteiros, Alunos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos das Comunidades Quilombolas Poços do Lunga, Mameluco, Serra Verde e Chã do Saco, uma atividade de plantio de mudas nativas e frutíferas nas margens do Rio Lunga e Oficina de Educação Ambiental proposta pelo Instituto do Meio Ambiente de Alagoas.

Integram a programação Artístico-cultural da Edição 2013 no dia 15 de agosto, a Procissão de Nossa Senhora do Meado de Agosto, a ginga da Capoeira e Maculelê de nossas crianças Quilombolas com o Instrutor Bico de Fulô, Coletivo AfroCaeté, grupo Alagoano articulador de discussão e difusão cultural por meio de batuque, que tem como base o maracatu. Maracatu Raízes da Tradição da Casa Abassá de Angola representada pela guerreira e Liderança Social do Tabuleiro Mãe Vera, Dança Afro com o grupo Atitude Negra composto por crianças e adolescentes do Quilombo Carrasco de Arapiraca.

O Projeto Tambores da Universidade Federal de Alagoas trará aos palcos os Remanescentes do Quilombo Tabuleiro dos Negros de Penedo junto com o grupo Batuque YÁ, em seguida o Afoxé Oju Omim Omorewá que encanta e fortalece a cultura de matriz africana no Estado de Alagoas há 10 anos e fechando com o reggae popular do cantor Roberto Rasta.

 A Secretaria Municipal de Cultura Esporte e Turismo de Taquarana e o Quilombo Lunga assumem nesta edição a Produção Cultural e Assessoria Comunicação da Festa.

Patrocínio MinC/Fundação Cultural Palmares, Universidade Federal de Alagoas, Universidade Estadual de Alagoas, Prefeitura Municipal de Taquarana através da Secretaria Municipal de Cultura Esporte e Turismo, Secretaria de Estado da Cultura de Alagoas, Secretaria de Estado da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos , SINDPREV-AL, Vereador Carlos do PT, Deputado Federal Paulão, Apoio Cultural: Thudo Comunicação Visual, Site 4 Cantos Alagoas, Coletivo AfroCaeté , Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Taquarana, Blog Sururu Fresco Arte Cultura e Política, Projeto Tambores, Instituto do Meio Ambiente de Alagoas, Sinteal e Sinpro/AL, Realização Quilombo Lunga.


 Serviço:

Festa do Meado de Agosto
Edição 2013
Quilombo Lunga Taquarana Alagoas Brasil

14/08 – Plantação de mudas nativas e Oficina de Educação Ambiental.

15/08
Procissão
Capoeira e Maculelê- Poços do Lunga e Mameluco
Coletivo AfroCaeté-Maceió
Maracatu Raízes da Tradição- Casa Abassá de Angola/Maceió
Grupo Atitude Negra –Quilombo Carrasco/Arapiraca
Batuque YÁ + Projeto Tambores – Quilombo Tabuleiro dos Negros/Penedo
Afoxé Oju Omim Omorewá- Maceió
Roberto Rasta - Maceió
Roberto Rasta

15 de Agosto de 2012
A partir das 10 horas
Local: Quilombo Lunga/Taquarana
Informações: 9632 8564/8178 2179

Dá licença...


Inenarrável falar da emoção de subir em um palco, mas desta vez no papel de músico, encarnando as próprias notas musicais... Ter sido abraçada por esse grupo me deixa dedilhar palavras cantadas por meu coração, agradeço aos meus novos e queridos amigos do grupo AfroCaeté e com um carinho especial aos que me ajudam desde o incio: Christiano Barros, Lu Santos, Luanna Rocha, Tamires Melo, Mauro Fabiani e Sandro Santana. E que venham mais e mais apresentações mágicas como a de ontem!

Ainda bailo ao sentir a emoção do momento!

Abraços a todos!

Jessica Santos (Jéssica é atriz e nova batuqueira do Coletivo)

sábado, 3 de agosto de 2013

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Oficina de Coco Alagoano na sede do Coletivo AfroCaeté


 (Inscricões Aqui)

Programação: 

13h30 – Inscrições

14h – Início: Exibição do vídeo “Danças Brasileiras” Coco Alagoano, com Antônio Nóbrega.

14h20 – Apresentação dos participantes (Dinâmica)

14h30 – Alongamento com Vitor Lima e Tamires Melo

14h40 – Josenildo Assis faz um breve resgate histórico sobre o Coco e as tapagens das casas em Alagoas.

15h – Iniciação aos Trupés

- Quarenta Arrebatido

- Trupé Arrebatido

- Cavalo Manco

- Roda de Valsar

- Gogó do Pinto

- Miudinho

- Xipapá

16:20h - Introdução ao Trupé Contemporâneo

16:40h – Roda de Coco com todos os participantes da oficina

17h – Encerramento no Espaço Cultural La Rosa Mossoró com Participação de Demis Santana, Fagner Dübrown, e os filhos do Mestre Verdelinho, Josenildo e Genilson de Assis.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

A ROSA



sexta-feira, 14 de junho de 2013

Edital de Convocação para eleição da Coordenação do COLETIVO AFROCAETÉ



  EDITAL DE CONVOCAÇÃO
N 01/2013


EDITAL DE CONVOCAÇÃO
DA REUNIÃO PARA ELEIÇÃO E POSSE DE COORDENADORES E SUPLENTES DO COLETIVO AFROCAETÉ


A Comissão Organizadora para a Eleição de Coordenadores e Suplentes do Coletivo AfroCaeté, convoca todos os membros para a reunião de eleição e posse da nova coordenação, a ser realizada na sede do grupo, Rua Barão de Jaraguá, 381, Bairro de Jaraguá, Maceió, AL, CEP 57022-140, fone: (82) 8845-4068 – E-mail: coletivoafrocaete@ gmail.com, no dia 14 de julho de 2032, às 14 horas, 14 horas e 15 minutos e 14 horas e trinta minutos, em primeira, segunda e última convocação respectivamente, para deliberar sobre a seguinte ordem do dia:
  1. Apresentação dos candidatos;
  2. Eleição das coordenações e do conselho fiscal;
  3. Outros assuntos não deliberativos.

Maceió AL, 14 de junho de 2013.

Comissão de Eleição:

Christiano Barros Marinho da Silva

Fabiana Guimarães Xavier

Sandro Santana de Freitas

Maria de Jesus Sant’Ana Nascimento

domingo, 19 de maio de 2013

É Hoje, às 10h no Posto 7, Jatiúca








Ao longo dos onze anos de existência, o grupo Gurungumba vem levantando a bandeira de luta contra toda forma de preconceito e discriminação. Através de suas músicas, a banda foi fundada em abril de 2002 “na  Viçosa”-AL. Na ocasião o percussionista Sandro Santana do Coletivo AfroCaeté e o coreógrafo Otávio coordenaram as atividades artísticas do grupo. Hoje à frente do grupo estão dois membros antigos da banda: Paulinho Xavier, mestre de percussão e o coreógrafo, Alexandre Joaquim que também já foram do Coletivo AfroCaeté.



quinta-feira, 25 de abril de 2013

Demis Santana e Coletivo AfroCaeté no Femufal


 
 "Reia, reia, reia, rei, reia, reia, reia, rei...! Um dia o cacique Tumbalalá (Curaçá-BA), perguntou porque que eu bebi a jurema, mas não pinotei o Toré. Respondi que achava que somente os índios podiam dançar o Toré. E ele rindo e me olhando nos olhos disse: 'Coitado do brasileiro que não é índio'. Seu Antônio, não dancei ou pinotei aquele Toré, mas cantei o mais lindo de todos que já ví e dedico isso à bravura e resistência do povo Tumbalalá!" 
Demis Santana

Festival de Música da Universidade Federal de Alagoas



 
 por Luana Costa
 
Ontem eu e o Coletivo AfroCaeté tivemos a oportunidade de concorrer na final do FEMUFAL 2013 e a felicidade de sermos contemplados com o 2º lugar no ranking geral com a música AGÔ, particularmente falando uma noite muito especial ainda mais por também ter ganho o prêmio de melhor intérprete.

A alegria de estar no palco de um festival como este, junto com o meu Coletivo AfroCaeté, levando o nome das nossas raízes e da nossa irmandade Coletiva, simplesmente me renovou desde a primeira etapa lá em Arapiraca.

Saber que ouvidos que nunca sonharam nos escutar não só nos escutaram como também vibraram ao som do nosso tambor, me lavou num mar de orgulho de ser o que sou e de representar o que venho representando, propagando e assumindo todo santo dia.

Tem axé nas minhas palavras, tem amor em tudo que faço porque se não for por amor, não tem porque ser...

Só tenho a agradecer a todos os que acreditaram que daria certo, que abraçaram realmente a filosofia Coletiva, aos que estiveram ontem no teatro Gustavo Leite e que me cercaram de tanto carinho.

Foi uma noite linda, junto com os irmãos que a vida me proporcionou e sendo presenteada com o reconhecimento de um trabalho de dedicação e amor que já vem sendo executado a anos e anos...

Sandro Santana, meu irmão... muito obrigada pela mão amiga de sempre, por ter acreditado em mim nos dias em que o que eu mais precisava era de um voto de confiança.

No mais...Só devo dizer que estou muito feliz com tudo isso e consciente de que é só um inicio, não foi Luana Costa quem ganhou ontem, foram as nossas idéias.

Obrigada mais uma vez Coletivo e vamos que vamos que o que é nosso não está guardado, busquemos! rs

Vivamos a Coletividade!

Axé, axé e axé!

Luana Costa, a voz negra de Alagoas



 por Carlos Martins 

A música negra ganha uma representante em Alagoas. Luana Costa. Dona de uma vóz poderosa e marcante que lembra a cantora baiana Margareth Menezes e com uma presença de palco de roubar a atenção para ela.

Sua postura e desenvoltura lhe rendeu o prêmio de melhor interprete na última etapa do 4º Festival de Música da Universidade Federal de Alagoas (4º FEMUFAL), realizado no Centro Cultural e de Exposições em Maceió, em 24/04/13, e a posição de segundo lugar com a música de sua autoria intitulada Agô, que em yorubá significa licença.

Com humildade Luana pediu permissão para entrar no palco, mas nele mostrou uma grandeza que se agigantava a cada verso entoado ao som pulsante dos tambores do Afrocaeté.

Com uma apresentação tomada por uma energia sobrenatural ela arrancou aplausos e a boa impressão do público que já pressentia algo diferente acontecendo. Acompanhada de um coro de vozes de um coletivo Luana se mostrava ainda mais segura de si.
O anuncio de sua escolha, como melhor interprete e segunda melhor música do festival, por um grupo de jurados técnicos conhecedores de música, produtores musicais e cantores já consagrados da música alagoana levou a plateia ao delírio com um clima de "eu já sabia" no ar.

Ao receber os prêmios dedicou ao grupo que a projetou como cantora e percussionista, o Afrocaeté. Um grupo formado por um coletivo de pessoas que com muito amor produz música de qualidade e que mistura ritimos da musicalidade negra tendo o maracatu como elemento cultural de base.

A música negra em Alagoas não está mais órfã.

quinta-feira, 11 de abril de 2013

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Oficina de Iniciação ao Maracatu...!



O Coletivo AfroCaeté realizará oficina de maracatu nos dias 6 e 7 de Abril de 2013.
Fundado em 10 fevereiro de 2009 e com sede no bairro do Jaraguá, em Maceió (AL), o Coletivo AfroCaeté vem coordenando ações e desenvolvendo estratégias de valorização da cultura popular e negra. O objetivo do trabalho do grupo é o fomento e difusão de valores da cultura popular e afro-alagoana como alternativa para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária.
A oficina será realizada nos dias 6 e 7 de abril de 2013. No dia 6, sábado (14h às 18h), e dia 7, domingo (9h às 12h e das 14h às 18h). E será coordenada pelo percussionista e mestre do grupo Sandro Santana. A taxa de inscrição é de R$ 20,00.
A sede do grupo está localizada na Rua Barão de Jaraguá, 381, Jaraguá (Próx. a Praça 2 Leões e em frente a Papelaria). O AfroCaeté se reúne todos os domingos, às 15h.
As inscrições podem ser feitas aqui.
Mais informações: 9939-4974 (Ticiane) / 8845-4068 (Chris)

terça-feira, 2 de abril de 2013

ACENDA UMA VELA... Coletivo AfroCaeté!



Sessão de cinema ao ar livre, exibindo produções audiovisuais alagoanas, e muita música com o batuque do Coletivo AfroCaeté e discotecagem do Popfuzz Coletivo!

 



SÁBADO (06/04), AS 19H.
Em MACEIÓ, na praia de Ponta Verde, próximo ao Alagoinha.
 

ABERTO AO PÚBLICO

ACENDA UMA VELA (6ª edição)
Realização: Ideário
Apoio: Algás
Patrocínio: BNDES, BNB e Governo Federal
Apoio Cultural: Instituto Zumbi dos Palmares

Parceiros locais:
Coletivo Afrocaeté
Popfuzz Coletivo
Sococo
FMAC / Prefeitura de Maceió



Mais informações:
www.ideario.org.br

quarta-feira, 20 de março de 2013

Se liga meu Coletivo, somos nós nas ondas do rádio!



♪♫...Quando sorriso Coletivo inundar a praça
Com sua onda sonora
Vixe Maria, valei-me Nossa Senhora,
Coisa mais linda de se ouvir !..
♪♫ 
( Mauro Fabiani)


Amanhã dia 21 (quinta), às 9h, eu vou estar na Rádio Correio,http://www.radios.com.br/aovivo/Radio-Correio-1200-AM/18359 (p/ quem prefere na net). E às 14h em ponto eu estarei na Rádio Gazeta 1260 http://www.radiogazetaweb.com/vivo.php?t=audio , convidando a todos p/ o Xangô Rezado Alto e de lá já desço a ladeira p/ a prç da Catedral.




←  Anterior Proxima  → Página inicial