sábado, 25 de janeiro de 2014

Carnaval 2014



Xangô Rezado Alto


Comunidades religiosas definem ações para projeto ‘Xangô Rezado Alto’ 

Em reunião ocorrida nesta sexta-feira (24), no auditório da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), representantes do comitê Juventude Viva, de comunidades tradicionais e de grupos de matrizes africanas definiram as ações para a edição 2014 do projeto Xangô Rezado Alto. O evento acontece no próximo dia 31, em Maceió, em memória ao quebra dos terreiros, ocorrido na capital em 1912.

O projeto acontece pelo terceiro ano consecutivo e passa ser realizado pela Prefeitura de Maceió através da FMAC. Nos dois anos anteriores, a manifestação religiosa teve como realizadora a Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL). De acordo com os organizadores, a programação para esta edição inclui o tradicional cortejo com a participação de casas de candomblé e umbanda e ainda shows e apresentações culturais.
“A concentração terá início às 14h, na Praça Dom Pedro II (Praça da Assembléia Legislativa Estadual). Logo após, todos devem sair em cortejo pela Rua do Sol, em direção à Praça Marechal Floriano Peixoto (Praça dos Martírios), onde acontecerão os shows e apresentações culturais”, informa Keyler Simões, Diretor de Políticas Culturais da FMAC.
“Este evento representa para nós um movimento organizado de enfrentamento à intolerância religiosa”, lembra Mônica Carvalho, yalorixá da casa Ilê Axé Legionirê de Xoroquê.
Durante o trajeto do cortejo, de acordo Filomena Félix, Coordenadora de Políticas Afirmativas da FMAC, deve acontecer paradas em frente ao Museu Histórico e Geográfico de Alagoas, para visita e saudação à coleção “Perseverança”, que reúne peças recolhidas dos terreiros destruídos em 1912 e na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. “Este ano devemos contar com a participação de crianças ligadas às comunidades tradicionais”, acrescenta.
No local de encerramento, na Praça dos Martírios, será montada estrutura para os shows e apresentações culturais. Entre as atrações confirmadas estão os Afoxés Ôdo IYá e Ofá Omin, Maracatu Coletivo AfroCaeté e Maracatu Raízes da Tradição e Luana Costa. Como atração convidada, a banda Didá, da Bahia.
“A FMAC vai fornecer toda a estrutura para o evento, além de transporte e alimentação para os grupos participantes. É bom lembrar que o Xangô Rezado Alto é um evento afro-cultural das comunidades tradicionais de matrizes africanas de Maceió”, reforça Keyler Simões. “Pedimos a Deus e a Oxalá proteção para todos nós”, declara Mãe Miriam, uma das Yalorixás mais importantes de Alagoas.
Marcelo Amorim – Ascom Fmac
←  Anterior Proxima  → Página inicial