sábado, 31 de outubro de 2009

Luta pela permanência dos Pescadores em Jaraguá


Caros companheiros e companheiras

Há décadas se desenrola uma guerra desigual entre a Prefeitura de Maceió e a comunidade da Vila dos Pescadores do bairro de Jaraguá, conhecida como favela de Jaraguá. Mediante os últimos acontecimentos, em que o prefeito Cícero Almeida desrespeitosamente chamou os pescadores de vagabundos e traficantes, apresenta-se como necessária a união de forças para defender trabalhadores que possuem ligação direta com a história e cultura da cidade de Maceió.

O prefeito Cícero Almeida tem a intenção de remover os pescadores do local em que se encontram para realizar a construção de uma Marina em Jaraguá. Não podemos permitir que mais uma vez importantes agentes da Cultura e da História de nossa cidade, os pescadores da comunidade, sejam agredidos e colocados de lado para atender ao luxo de uma elite alagoana descomprometida com o povo. Os pescadores de Jaraguá já declararam que permanecerão no local e necessitam da ajuda de todos nessa batalha. O Prefeito prometeu usar a polícia para tirar os pescadores de Jaraguá usando a força. Isto é violência.


Diga não à violência!
Participe dessa luta!

Maria Enaura
Líder comunitária
Associação da Vila de Pescadores – AMAJAR

Coletivo AfroCaeté se apresenta e coordena mesa de discussão sobre cultura alagoana no XV Encontro Nacional da ABRAPSO


XV ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PSICOLOGIA SOCIAL (ABRAPSO)
MACEIÓ – 30 de outubro a 02 de novembro de 2009
http://www.abrapso.ufba.br/

A ABRAPSO é uma associação sem fins lucrativos, fundada Rio de Janeiro, em julho de 1980. Fruto de um posicionamento crítico na Psicologia Social, desde a sua criação, a ABRAPSO tem sido importante espaço para o intercâmbio entre estudantes de graduação e de pós-graduação, profissionais, docentes e pesquisadores.
Os Encontros Nacionais e Regionais da entidade têm atraído um número cada vez maior de estudiosos da Psicologia e possibilitam visualizar os problemas sociais que a realidade brasileira tem apresentado à Psicologia Social. O veículo de divulgação científica da entidade é a revista Psicologia & Sociedade.


Local:
Faculdade Integrada Tiradentes – FITs
Campus Amélia Maria Uchoa
Av. Comendador Gustavo Paiva 5017, Cruz das Almas – Maceió – AL
http://www.fits.edu.br/


PDMS MR148
Mesa Redonda - ARTE E CULTURA NA COMUNIDADE
Coordenação: Coletivo AfroCaeté
Horário: 16:45 - 18:30
Local: BLOCO A - SALA 15 - 1º ANDAR

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Coletivo AfroCaeté no Quilombo Jacintinho


O CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS AFRO ALAGOANO QUILOMBO está dando continuidade ao segundo ano do projeto Mirante Cultural – Um Quilombo Chamado Jacintinho em parceria com a Fundação de Ação Cultural da cidade de Maceió, Secult, Sindicato dos Urbanitários e os comerciantes do bairro do Jacintinho. Será realizado sexta-feira (30), às 19h30, no Mirante localizado no Jacintinho (por trás da rádio 96 FM).

O Mirante Cultural este mês traz uma programação especial com três maracatus dando início as festividades do mês da Consciência Negra. Discutir e debater as questões sobre a negritude deve ser feito durante todo o ano, mas no mês de novembro essas discussões se intensificam e o C.E.P.A.A Quilombo não poderia deixar de participar e homenagear todos os grandes ícones da luta quilombola mostrando nossa cultura.

O C.E.P.A.A. Quilombo continua lutando pela requalificação do Mirante com o objetivo de transformá-lo em um espaço de fomentação de cultura e lazer. Dentro dessa requalificação visa trabalhar também a mudança do nome de mirante Kátia Assunção para um ícone da luta quilombola, homenageando assim, um símbolo da resistência negra.

O Mirante Cultural continuará defendendo a integração entre educação e arte, buscando sempre impulsionar os artistas locais, trabalhando a geração de renda e valorizando a cultura popular e afro-alagoana.

PROGRAMAÇÃO:
GRUPO CULTURAL QUILOMBINHO - Capoeira, Samba de roda e Maculelê
GRUPO ANJOS DA VIDA – Dança
FAMÍLIA ZONA NORTE - hip hop
NÚCLEO DE CAPOEIRA – Capoeira
COLETIVO AFROCAETÉ – Percussão
MARACATU ABAÇÁ DE ANGOLA (Mãe Vera)
NAÇÃO MARACATU A CORTE DE AIRÁ (Pai Elias)

MIRANTE CULTURALDIA: 30/10/2009
HORA: 19h30
LOCAL: Mirante no bairro do Jacintinho (próximo a rádio 96 FM)
ENTRADA FRANCA

GRUPOS PARCEIROS DO C.E.P.A.A. QUILOMBO:
Escola de Samba Arco-Íris
Grupo de Hip Hop Fênix Negra
Núcleo de Capoeira
Grupo Lésbico Dandara
Bumba-meu-boi Excalibur
Grupo de Teatro Máscaras sobre Máscaras

Viviane Rodrigues
Relações Públicas do C.E.P.A.A. Quilombo
E-mail: vi_magnifica@hotmail.com
Contato: (82) 8843-9311

IV FÓRUM ALAGOANO DE CAPOEIRA



PROGRAMAÇÃO:

MACEIÓ
DIA 5 DE NOVEMBRO (QUINTA-FEIRA) Auditório do SEBRAE/POÇO
19h – ABERTURA - Formação da mesa e apresentação dos convidados
20h - PALESTRA DE ABERTURA: A prática da capoeira na escola - A formação escolar integrada ao saber popular (Prof. Ed. Física - Contra-Mestre Marcio Rodrigues – Projeto Capoeira na Escola – Santos /SP)

DIA 6 DE NOVEMBRO (SEXTA-FEIRA) ESPAÇO CULTURAL DA UFAL/PRAÇA SINIBÚ
8h30 – Mesa redonda - A capoeira nas escolas das cidades de Santos e de Porto Alegre (Mestre Gavião – Presidente da Federação de Capoeira do Rio grande dos Sul & Prof. Ed. Física Contra-Mestre Márcio Rodrigues – Secretaria de Educação da cidade de Santos/São Paulo).
10h30 - Oficinas de jogos de capoeira (Mestre Gavião e Contra-Mestre Márcio)
13h30 – Mesa Redonda – Capoeira nas escolas e políticas públicas (Mestre Gavião e Contra-Mestre Marcio)
15h30 - Oficinas de capoeira para escolas (Mestre Gavião / Professor Marcio)
17h30 - Roda de confraternização

UNIÃO DOS PALMARES
DIA 7 DE NOVEMBRO (SÁBADO) AUDITÓRIO DA PREFEITURA DE UNIÃO DOS PALMARES/QUADRA MUNICIPAL
8h30 – ABERTURA e PALESTRA A prática da capoeira na escola / A formação escolar integrada ao saber popular (Mestre Gavião e do Prof. Ed. Física/Contra-Mestre Márcio)
10h – OFICINA DE MACULELÊ (Mestrando Besouro – Grupo Legião Brasileira de Capoeira)
11h – OFICINA DE JOGOS NA ESCOLA - Mestre Gavião e Prof. Márcio
13h – Mesa Redonda A capoeira nas escolas e políticas públicas (Mestre Gavião e Professor Marcio Rodrigues)
15h - OFICINA DE JOGOS NA ESCOLA (Mestre Gavião e Contra-Mestre Márcio)
17h00 - Roda de capoeira com mestres e convidados

DIA 8 DE NOVEMBRO (DOMINGO) AUDITÓRIO DA PREFEITURA DE UNIÃO DOS PALMARES/QUADRA MUNICIPAL
8h – PROJETOS PARA CAPOEIRA NA ESCOLA - A capoeira nas escolas das cidades de Santos e de Porto Alegre (Mestre Gavião e Contra-Mestre Márcio)
10h – AULAS DE CAPOEIRA PARA ESCOLA - Mestre Gavião e Contra-Mestre Marcio
11:30h – OFICINA DE PERCUSSÃO (Mestrando Besouro)
12h – Roda de confraternização e encerramento

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Calendário de Apresentações do Coletivo AfroCaeté



30 de Outubro - Mirante do Jacintinho, a partir das 20hs.

02 de Novembro - Encerramento do encontro Nacional da ABRAPSO - Associação Brasileira de Psicologia Social - na FIT's, a partir das 17hs.

13 de novembro - Festival de Música da UFAL , Cidade Universitária, a partir das 17hs.

20 de novembro - Cortejo na subida da Serra da Barriga junto com representantes das religiões de matrizes Afro, em União dos Palmares a partir das 08hs.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Coletivo AfroCaeté na 11ª FEIRA CAMPONESA



FEIRA CAMPONESA
Recorde de público e produtividade reconhecida
A Feira Camponesa é um dos projetos mais importantes da Comissão Pastoral da Terra em Alagoas. Há cinco anos, o evento ressalta a importância da cultura camponesa e busca impulsionar a comercialização de produtos ecologicamente corretos e socialmente justos, ou seja, que são livres de agrotóxicos e valoriza a produção dos assentamentos da reforma agrária.
Na 10ª edição realizada em junho, cerca de 10 mil visitantes foram conferir a variedade de produtos que também tinham preços acessíveis. Ao todo, foram comercializados 134 toneladas de alimentos.
De acordo, com o assentado Pedro Rodrigues, a feira é uma oportunidade de mostrar a qualidade do que é plantado no campo e contribui para a geração de renda. “Eu fui para Maceió vender e deixei dois homens [parentes] cuidando da roça. A feira foi muito boa, vendi tudo e me arrependi de não ter levado mais!”, falou o agricultor, que comemora o sucesso do evento.
A próxima edição acontecerá nos dias 13 a 16 de outubro, mais uma vez na praça Afrânio Jorge conhecida por Praça da Faculdade, e promete superar as expectativas. O objetivo é ampliar o número de barracas para 130, e consequentemente, o número de feirantes (20 do sertão, 55 do litoral e 55 da zona da mata). Todos os anos, os agricultores passam por cursos de capacitação para melhorar o atendimento e garantir a conservação dos alimentos.
A CPT vem trabalhando para proporcionar uma maior organização da Feira Camponesa, com uma infraestrutura que preza pela organização e limpeza, composta por: praça de alimentação, banheiros químicos e um palco onde acontecem as apresentações artísticas. Além disso, o evento transforma-se em um verdadeiro centro cultural e de integração entre os trabalhadores rurais e a população da capital.

Se o campo não planta, a cidade não come! “Plantar, colher e repartir” é o lema da Feira Camponesa.
Programação:
13/10 - Terça Feira
19hs Samba Ouro
21hs Pinóquio do Acordeon
14/10 - Quarta Feira
18hs30 - Coletivo AfroCaeté
19hs30 - Gustavo Gomes, Cabrochas e Banda
21hs - Xameguinho
15/10 - Quinta Feira
18hs30 - Filme: " Maldita sejam todas as cercas"
19hs - MPBand
21hs - Trio Nó Cego
16/10 Sexta Feira
18hs30 - Filme: "Pelo Limite da Propriedade da Terra"
19hs - Guilla
20hs30 - Bingo de um Carneiro
21hs - Pinóquio do Acordeon
Assessoria de Impressa da CPT-Alagoas
←  Anterior Proxima  → Página inicial