segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Oficina percussiva de samba de coco na sede do Afrocaeté




O final de semana mal começou, mas já temos a sua programação para o próximo!

Semana que vem tem oficina percussiva de samba de coco aqui na sede do Afrocaeté!

Massa, né? Então corre e entra em contato através do número: (82) 9838-3822 pra fazer sua inscrição 
com Sandro Santana.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

"Identidades: Interface entre religião e negritude" de Lwdmila Constant Pacheco



A religiosidade de matriz africana é um espaço tanto de muita violência racista, quanto de resistência da população negra brasileira.

Vamos conversar sobre o tema com a Lwdmila Constant Pacheco
psicóloga mestre em Psicologia que além disso é especialista em História.

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Alagoas (2007) e mestrado em Psicologia Social pela Universidade Federal de Sergipe (2010). Pós graduada em História Social do Poder pela UFAL (2013). Professora Assistente da Universidade de Pernambuco (UPE), nas áreas de Psicologia social e filosofia. Tem experiência na área de Psicologia Social e comunitário/política. Desenvolve pesquisa sobre identidades nas suas mais diversas manifestações: religiosa, sexual e de gênero e, principalmente, racial. Pesquisa também sobre racismo e pertencimento territorial relacionado poesia. Interesse de estudo e pesquisa: identidade, relações raciais, religião, violência, Alagoas e estudos literários.
Além da apresentação de sua dissertação "Identidades: Interface entre religião e negritude" (2010), e da pesquisa resultado de sua especialização "Racismo e Intolerância Religiosa: Representações do Xangô nos jornais de Maceió entre 1905 e 1940" (2013), teremos a oportunidade de pensar juntas e juntos sobre o tema. 


Este é só um dos trabalhos que Lwdmila Constant Pacheco vai apresentar pra gente.
Quer ficar por dentro? Clica aqui Identidades: Interface entre religião e negritude


quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Conhecendo a Face Negra de Alagoas: Lwdmila Constant - 19 de agosto às 15h


O Coletivo AfroCaeté abre as suas portas para o segundo encontro no Ciclo Permanente de Diálogo com as novas pesquisas acadêmicas sobre a negritude alagoana, o Conhecendo a face negra de Alagoas.

Vamos receber o trabalho da psicóloga mestre em Psicologia Lwdmila Constant Pacheco, que além disso é especialista em História.

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Alagoas (2007) e mestrado em Psicologia Social pela Universidade Federal de Sergipe (2010). Pós graduada em História Social do Poder pela UFAL (2013). Professora Assistente da Universidade de Pernambuco (UPE), nas áreas de Psicologia social e filosofia. Tem experiência na área de Psicologia Social e comunitário/política. Desenvolve pesquisa sobre identidades nas suas mais diversas manifestações: religiosa, sexual e de gênero e, principalmente, racial. Pesquisa também sobre racismo e pertencimento territorial relacionado poesia. Interesse de estudo e pesquisa: identidade, relações raciais, religião, violência, Alagoas e estudos literários.

Além da apresentação de sua dissertação "Identidades: Interface entre religião e negritude" (2010), e da pesquisa resultado de sua especialização "Racismo e Intolerância Religiosa: Representações do Xangô nos jornais de Maceió entre 1905 e 1940" (2013), teremos a oportunidade de pensar juntas e juntos sobre o tema.

E para garantir espaço para outras formas de conhecimento, o Coletivo garante o microfone aberto, ao final do debate. Quem tem música, poesia e mesmo relatos será muito bem-vindo!

Aguardamos a sua presença, com muito axé e café!

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

"Folclore Negro das Alagoas" de Abelardo Duarte. SAB (5) às 14h na sede do Coletivo AfroCaeté.




Agosto chegou, um mês especial para a nossa Cultura Popular e Afroalagoana!
Amanhã o Grupo de Leitura do Coletivo AfroCaeté vai ter "Folclore Negro das Alagoas" de Abelardo Duarte.
Para o nosso segundo encontro, vamos compartilhar a leitura das ideias de Abelardo Duarte, que em seu trabalho sublinhava a importância da constituição negra do que se entendia por "folclore" naquele contexto histórico.Integrando nossas atividades as do Festival Agosto Popular de 2017, seguindo a sugestão do querido Christiano Barros Marinho, vamos conhecer a perspectiva desse autor histórico sobre o "Folclore" negro da Alagoas e pensar sobre nossa cultura popular.
Se interessou?
Confirma presença e baixa o arquivo pra leitura.

A raça vista daqui: pensamento social sobre negritude em Alagoas
Organizado por Ábia Marpin
Sábado, dia 5 às 14:00 - 18:00
Na sede do Coletivo AfroCaeté - Rua Barão de Jaraguá, 381, Jaraguá

Segue o link para o texto em PDF
 Folclore Negro das Alagoas de Abelardo Duarte

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Fotos do Ensaio Aberto Coletivo AfroCaeté, 30 de julho de 2017



O Ensaio Aberto do mês de julho chegou pra esquentar o clima da cidade! Enchemos a casa e a rua com um público animado que trouxe boas energias e fez a festa ser incrível!
Queremos agradecer aos artistas maravilhosos que compareceram ao Ensaio aberto no dia 30/07. Muito obrigado Arielly Oliveira, Tequilla Bomb, Lineker Almeida, Brunno Torres, Boi Força Bruta e Boi Fênix pela parceria.
Fotos: Júlia Maria Paredes, John Gonçalves e Jacqueline Costa
































←  Anterior Proxima  → Página inicial