sexta-feira, 30 de junho de 2017

A raça vista daqui: pensamento social sobre negritude em Alagoas


Que tal um grupo de leituras sem muita caretice, mas com muita sustância, sobre o que alagoanas e alagoanos já pensaram, falaram e escreveram sobre a negritude?

Este é o propósito da nossa empreitada: compartilhar, e assim, fortalecer uma rede antirracista coesa e ativa em Alagoas.

Alagoas segue matando jovens negros e periféricos em escala e ritmo terroristas, o projeto mal disfarçadamente genocida está a todo vapor nas grotas da capital. Do outro lado, celebramos o herói da negritude brasileira, o Zumbi dos Palmares. Mas será que compreendemos o que isso quer dizer?

Manoel Diegues Júnior, Arthur Ramos, Abelardo Duarte, Sávio Almeida... Como enxergamos a raça por essas bandas? Um recuo no tempo e um diálogo [crítico] com o que já foi pensado pode nos ajudar a escrever novas narrativas do passado [a escrita restauradora do mestre Dirceu Lindoso] e lutar por novas realidades para o presente e para o futuro onde a negritude não seja mais uma sentença de morte ou de marginalidade.

Acredito que juntas e juntos estaremos mais aptos a entender e, principalmente, construir ações estratégicas de enfrentamento ao racismo.

Mais detalhes serão decididos da melhor forma: cara a cara, olho no olho, pessoalmente, juntxs e horizontalmente.

Aguardo vocês pra nossa quilombagem com muito carinho, café e axé!

SAB, 1 JUL das 14h às 17h, na sede do Coletivo AfroCaeté em Jaraguá.

Link do evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/13200027747861

GOOGLE +
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários: