terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

A Nação do Maracatu A Corte de Airá e Coletivo AfroCaeté em cortejo pelas ruas de Jaraguá



C O N V I T E
“A nossa ancestralidade é quem comanda o passo...”

No dia 5 de fevereiro, sexta-feira, a Nação do Maracatu A Corte de Airá, em parceria com o Coletivo AfroCaeté, fará cortejo pelas ruas de Jaraguá para homenagear Tia Marcelina. O cortejo sairá da Praça Sinimbu, às 20h, e seguirá pela Avenida da Paz em direção a Praça dois Leões.

Fruto da mistura étnica, o maracatu é uma das manifestações da cultura popular mais conhecidas no Brasil. Em Alagoas sua existência foi abalada por causa da sua relação direta com as religiões de matrizes africanas que foram violentamente combatidas no início do período republicano. Violência que teve seu ápice em 1912 e atingiu Tia Marcelina, sacerdotisa que detinha o posto mais alto da hierarquia religiosa africana no Brasil e cujo terreiro existia um maracatu. Tia Marcelina morreu espancada em seu terreiro que se localizava nas proximidades da Praça Sinimbu, morreu gritando que seu corpo poderia acabar, mas sua sabedoria permaneceria.

Hoje, os terreiro de candomblé e umbanda são verdadeiros centro de resistência da cultura afro-brasileira. E é de um terreiro candomblé localizado no Sítio São Jorge, bairro da periferia de Maceió, que vem a Nação do Maracatu A Corte de Airá. A Nação, em parceria com o Coletivo AfroCaeté, levará às ruas centrais de Maceió seu axé, a sua força. O cortejo que homenageará Tia Marcelina, ícone da cultura negra em Alagoas e pedirá respeito à diversidade cultural e religiosa, contará também com a presença de membros do Afoxé Oju Omin Omorewá, do Maracatu Abassá de Angola, do Guesb (Projeto Inaê), do Ilê Axé de Oxum Pandá, do Quilombo Jacintinho e do Quintal Cultural (Bom Parto).

Apoio: CESE, Fits, Fund. Municipal de Ação Cultural e Atlântica Motos.
Participe Você também!
GOOGLE +
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários: